Click here for Myspace Layouts

Translate

Pesquisa personalizada

terça-feira, 21 de julho de 2009

Gripe Suina


O que é H1N1 (gripe suína) ?

O H1N1 (logo conhecido como "gripe suína") é um novo vírus de gripe que está atacando pessoas. A primeira vez que esse vírus foi detectado em gente, nos Estados Unidos, foi em abril de 2009. Outros países, como o México e o Canadá, já tinham relatado casos de pessoas doentes por causa desse novo vírus, que se espalha de pessoa para pessoa provavelmente de modo muito parecido ao do vírus da gripe comum que ocorre regularmente em determinadas épocas.

Por que é que esse novo vírus H1N1 é chamado às vezes de "gripe suína" ?


Esse vírus começou a ser chamado de "gripe suína" porque os testes de laboratório mostravam que muitos dos seus genes eram semelhantes aos vírus da gripe que normalmente ataca porcos na América do Norte. Entretanto, estudos posteriores mostraram que o novo vírus era muito diferente daquele que circula entre os porcos na Europa e na Ásia, bem como dos genes de aves e de humanos. Os cientistas chamam-no de vírus "quadruple reassortant virus" (ou seja, um vírus quádruplo que contém um núcleo de ácido desoxirribonucleico de uma espécie viral e um invólucro proteínico de outra espécie).


Esse vírus está presente nos porcos e eu posso pegar esse vírus de um porco ?


Até o momento não há evidência de que os porcos, nos Estados Unidos, estejam infectados com esse novo vírus. Entretanto, há vírus de gripe que muitas vezes provocam doenças em porcos. Na maioria das vezes esses vírus não infectam pessoas, mas os vírus da gripe podem se espalhar alternativamente entre porcos e pessoas.

Existem infecções humanas desse vírus H1N1 nos Estados Unidos ?


Sim. Já foram confirmados casos de infecção humana com esse vírus de gripe H1N1 nos Estados Unidos, primeiro na Califórnia do Sul e perto do Condado de Guadalupe, no Texas. Desde essa ocasião, o ataque intensificou-se rapidamente e cada vez mais estados têm relatado casos de doença por esse vírus. O site http://www.cdc.gov/h1n1.flu/investigation.htm mantém informações atualizadas sobre o número de casos de novas infecções pela gripe H1N1 nos Estados Unidos. O CDC (Centro de Prevenção e Controle de Doenças) e os serviços de saúde estaduais estão trabalhando juntos para estudar essa situação.

Esse novo vírus H1N1 é contagioso ?


O CDC declarou que esse ovo vírus H1N1 é contagioso e pessoas estão sendo contaminadas por outras pessoas. Entretanto, até o momento ainda não se sabe com que facilidade o vírus se transmite entre humanos.

Quais são os sinais e sintomas desse vírus em humanos ?.


Em pessoas, os sintomas desse novo tipo de gripe, A H1N1, são semelhantes aos sintomas da gripe comum, incluindo febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo, dor de cabeça, calafrios e fadiga. Diarréia e vômitos também foram relatados por um número significante de pessoas infectadas com esse vírus. Da mesma forma que acontece com a gripe comum, existem ocorrências de moléstias graves e óbitos resultantes das doenças associada com esse vírus.


Quão grave é a doença associada a esse novo vírus H1N1 ?


Não se sabe, até o momento, quão grave o vírus poderá tornar-se para a população em geral. O CDC está estudando as fichas médicas das pessoas infectadas com esse vírus a fim de descobrir se para algumas pessoas pode ser maior o risco de infecção, doença grave ou hospitalização por causa desse vírus. No que se refere à gripe comum, em algumas pessoas é maior o risco de complicações graves relacionadas com a gripe. Entre estas encontram-se crianças novas, mulheres grávidas, pessoas com problemas médicos crônicos e pessoas com 65 anos ou mais. Não se sabe, até agora, se alguns grupos de pessoas estão sujeitos a maior risco de complicações devidas à infecção com este novo vírus. O CDC também está fazendo estudos laboratoriais para verificar se algumas pessoas podem ter imunidade natural ao vírus, dependendo da idade.

Como é que esse novo H1N1 se transmite ?


Acredita-se que ele esteja se transmitindo de pessoa a pessoa do mesmo modo que o vírus da gripe comum, isto é, através da tosse ou do espirro de pessoas gripadas. Algumas pessoas podem contaminar-se tocando alguma coisa que tenha estado em contato com vírus da gripe e tocando, depois, sua própria boca ou nariz.

É possível infectar-se com esse novo H1N1 ao ingerir ou preparar carne de porco ?


Não. Os vírus H1N1 não se transmitem pela comida. Não se adquire esse novo vírus H1N1 comendo carne ou produtos de porco. É seguro comer carne de porco que tenha sido adequadamente preparada e cozida.

Existe risco em beber água ?


Água de torneira que tenha sido tratada por processos convencionais de desinfecção provavelmente não apresenta riscos de transmissão de vírus de gripe. Os regulamentos atuais de tratamento da água potável conferem alto grau de proteção contra vírus. Não existe nenhuma pesquisa completa sobre a suscetibilidade do novo vírus de gripe H1N1 à água potável tratada pelos processos convencionais. Entretanto, alguns estudos recentes demonstram que os níveis de cloro livre característicos do tratamento da água potável são adequados para tornar inativos os vírus altamente patogênicos H5N1, da gripe aviária. É provável que outros vírus de gripe, tais como o novo H1N1 , também se tornem, da mesma forma, inativos por efeito do cloro. Até hoje não existem casos documentados de gripe humana causada por exposição a água potável contaminada pelo vírus da gripe.

O novo vírus da gripe H1N1 pode se transmitir pela água das piscinas, spas, parques aquáticos, fontes interativas e outras estações balneárias de águas tratadas ?


As águas dos balneários que tenham sido tratadas com os níveis de desinfetante recomendados pela CDC (1 a 3 partes por milhão [ppm ou mg/L] para piscinas e 2 a 5 ppm para spas) provavelmente não representam risco de transmissão de vírus de gripa. Não existem, atualmente, casos documentados de gripe causada por exposição a água de piscina contaminada por ripe. Não há também qualquer pesquisa completa sobre a suscetibilidade do novo vírus H1N1 de gripe ao cloro ou a outro desinfetante usado em piscinas, spas, parque aquáticos, fontes interativas e outros balneários tratados. Entretanto, alguns estudos recentes demonstram que os níveis de cloro livre recomendados pelo CDC são adequados para desinfetar vírus de gripe aviária - H5N1 - altamente patogênicos. É provável que outros vírus de gripe, tais como o novo vírus de gripe H1N1 também sejam desinfetados por esses níveis de cloro.

O vírus da gripe H1N1 pode transmitir-se em balneários fora da água ?


Sim, os balneários não são diferentes de nenhum outro local frequentado por grupos. Acredita-se que a transmissão desta nova gripe ocorra da mesma maneira que a da gripe comum. Os vírus da gripe transmitem-se principalmente de pessoa a pessoa pela tosse ou espirro das pessoas gripadas. Às vezes, as pessoas podem contaminar-se tocando alguma coisa que tenha estado em contato com vírus da gripe e tocando, depois, sua própria boca ou nariz.

O que devo fazer para evitar a gripe ?


Em primeiro lugar, o mais importante: lavar as mãos. Procure manter-se em bom estado geral de saúde. Durma bastante, pratique atividades físicas, evite o estresse, beba bastante líquido e coma alimentos saudáveis. Procure não tocar superfícies que possam ter sido contaminadas com o vírus da gripe. Fuja do contato íntimo com pessoas doente.

Existem remédios para tratamento da infecção por este novo vírus ?


Sim. O CDC recomenda o uso de oseltamivir ou zanamivir para o tratamento e/ou prevenção da infecção por estes novos vírus de gripe A(H1N1 ). O remédio prescrito são as drogas antivirais (pílulas, líquido ou inalante) que combatem a gripe evitando que os vírus da gripe se reproduzam em seu organismo. Se você ficar doente, as drogas antivirais podem suavizar sua doença e fazer com que você melhore mais depressa. Podem também prevenir complicações graves da gripe. Durante o presente surto, o uso prioritário das drogas antivirais contra a gripe o tempo todo visa a tratar uma gripe mais grave.

Durante quanto tempo uma pessoa infectada pode transmitir esse vírus a outras pessoas ?


Atualmente, o CDC acredita que este vírus tem as mesmas propriedades, em termos de transmissão, que os vírus da gripe comum. No que se refere à gripe comum, os estudos têm demonstrado que o contágio por uma pessoa gripada pode ser de um dia antes de se desenvolverem os sintomas até sete dias depois de ela adoecer. O período de contágio por crianças, especialmente as mais novas, poderia ser mais longo. O CDC está analisando o vírus e suas propriedades a fim de adquirir mais conhecimentos e dar melhores informações à medida que as possuam.

Quais são as superfícies mais prováveis de se tornarem fontes de contaminação?


Os germes podem transmitir-se quando uma pessoa toca alguma coisa contaminada com germes e depois toca os próprios olhos, nariz ou boca. Os perdigotos da tose ou espirro de uma pessoa infectada permanecem no ar. Os germes podem transmitir-se quando uma pessoa toca as gotículas respiratórias de outra pessoa sobre a superfície de uma mesa, por exemplo, e depois toca os próprios olhos, nariz ou boca antes de lavar as mãos.

Que posso fazer para me prevenir contra a doença ?


Não existe nenhuma vacina, por enquanto, que proteja contra esse novo vírus H1N1. Algumas ações diárias podem ajudar a evitar a transmissão de germes que causam doenças respiratórias como a gripe. Para proteger sua saúde, tome todos os dias as seguintes precauções:


· Cubra o nariz e a boca com um lenço de papel cada vez que tossir ou espirrar.Jogue o lenço de papel no lixo depois de usá-lo.
· Lave as mãos com frequência, com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar. Loções à base de álcool também protegem.
· Evite tocar nos olhos, no nariz ou na boca. É assim que se transmitem germes.
· Procure evitar contato próximo com pessoas doente.
▫ ,Se ficar doente, permaneça em casa por sete dias a partir do início dos sintomas, ou até 24 horas depois de terem desaparecido os sintomas - o que demorar mais. Isso evitará que venha a contagiar outras pessoas e disseminar ainda mais o vírus.
Outras medidas importantes que você pode tomar são:
· Siga as orientações da Saúde Pública quanto a fechar escolas, evitar ajuntamentos, e outras medidas de afastamento social.
· Prepare-se para o caso de você ficar doente e ter de permanecer em casa por uma semana mais ou menos; um suprimento de remédios que não exigem receita, loções à base de álcool para as mãos, lenços de papel e outros artigos afins poderá ser muito útil e ajudará a evitar saídas para a rua enquanto durar a doença e a possibilidade de contágio.

Qual a maneira de evitar a transmissão do vírus por tosse ou espirro?


Se você estiver doente, restrinja seu contato com outras pessoas ao mínimo possível. Não vá trabalhar, ou não vá à escola durante sete dias, se estiver doente, ou até que os sintomas tenham desaparecido (o que durar mais). Cubra a boca e o nariz com um lenço de papel quando for tossir ou espirrar. Isso evitará que as pessoas ao seu redor fiquem doentes. Jogue no lixo o lenço de papel usado. Se não tiver lenço, cubra com a mão a boca e o nariz. Depois limpe bem as mãos, e faça isso cada vez que tossir ou espirrar.

Qual a melhor técnica de lavar as mãos para evitar a gripe ?


Muitas vezes o simples fato de lavar as mãos pode proteger você contra os germes. Lave-as com água e sabão ou limpe-as com uma loção à base de álcool. Quando for lavar as mãos, recomendamos que o faça com água morna e sabão, por 15 a 20 segundos. Quando não tiver água e sabão por perto, podem-se usar lenços úmidos descartáveis, à base de álcool ou gel desinfetante, produtos que se encontram em quase todos os supermercados e drogarias. Se for ousar gel, esfregue as mãos até que o gel esteja seco. O gel não precisa de água para fazer efeito: o álcool que ele contém mata os germes em suas mãos.

Que devo fazer se ficar doente ?


Se você morar numa área em que tenham sido identificados outros casos, e se tiver sintomas parecidos com os da gripe, incluindo febre, dor no corpo, nariz correndo,dor de garganta, náusea, ou vômitos, ou diarréia, talvez você precise procurar seu médico ou consultar seu plano de saúde, principalmente se estiver preocupado com os sintomas. O especialista vai dizer se é preciso fazer um tratamento ou um teste de gripe.

Se você se sentir doente, você deve ficar em casa e evitar, tanto quanto possível, o contato com outras pessoas a fim de evitar contagiar mais alguém.

Se você se sentir doente e experimentar algum dos seguintes sintomas, procure um socorro médico de emergência.

Quando se trata de crianças, os sinais de alerta que exigem atenção médica urgente incluem:

· Respiração rápida ou falta de respiração
· Coloração azulada ou acinzentada da pele
· Consumo insuficiente de líquidos
· Dificuldade para despertar ou interagir
· Irritabilidade, a ponto de não querer ser carregado
· Melhora dos sintomas gripais, seguida de retorno com febre e piora da tosse
· Febre com erupção

Em adultos, os sinais de alerta que exigem atenção médica urgente incluem:


· Dificuldade de respirar, ou respiração curta
· Dor ou pressão no peito ou no abdome
· Tontura súbita
· Confusão
· Vômitos graves ou persistentes

O que é que o CDC está fazendo com relação ao surto ?


O CDC pôs em execução a sua "reação de emergência". Seus objetivos são: reduzir a transmissão e a gravidade da doença, e oferecer informações que ajudem os planos de saúde, os funcionários da saúde pública e o próprio público a lidar com o desafio que representa esse novo vírus. O CDC continua a fornecer orientação provisória aos clínicos e profissionais da Saúde Pública. Além disso, a Divisão SNS do CDC (Reserva Nacional Estratégica) continua a enviar drogas antivirais, equipamento de proteção pessoal e dispositivos para proteção respiratória a todos os o50 estados e territórios dos Estados Unidos, a fim de ajudá-los a combater o surto.

Que pesquisas epidemiológicas estão sendo feitas com relação a este surto recente ?


O CDC trabalha em estreita colaboração com as autoridades estaduais e municipais nas áreas em que foram identificados casos de infecção por H1N1 (gripe suína) em seres humanos. Na Califórnia e no Texas, onde se organizaram equipes de "EpiAid" (auxílio estudantil local), muitas atividades epidemiológicas estão sendo planejadas ou já tendo lugar, incluindo:

· Vigilância ativa nos condados em que tenham sido identificados casos de infecção em humanos;
· Estudos de funcionários da saúde que estiveram expostos a pacientes infectados com o vírus, a fim de verificar se também eles foram infectados,
· Estudos de casas de família e outros contatos de pessoas com infecção confirmada, para verificar se alguém tinha sido infectado;
· Estudo de uma escola pública de ensino médio em que ocorreram, em humanos, três casos confirmados de gripe A (H1N1) de origem suína, a fim de verificar se alguém tinha sido infectado e quanto contato tinha tido com um dos casos confirmados; e
· Estudo para verificar por quanto tempo uma pessoa com infecção pelo vírus permanece com o vírus.
· O contato (links) com organizações não-federais é oferecido apenas como um serviço para nossos usuários. Essa informação não constitui, e nem deve ser considerada, um endosso, pelo CDC ou pelo governo federal, de tais organizações nem de seus programas. O CDC não é responsável pelo conteúdo das páginas mantidas na WEB pelas organizações particulares encontradas sob a forma de "links".

Por quanto tempo o vírus da gripe pode permanecer viável na superfície de objetos (tais como livros ou maçanetas de porta )?


Estudos têm demonstrado que o vírus da gripe pode sobreviver nas superfícies ambientais e pode infectar uma pessoa por um período de 2 até 8 horas depois de depositado na superfície.

O que destrói o vírus da gripe ?


O vírus da gripe é destruído pelo calor (167 a 212 º F [75 a 100º C]). Além disso, diversos germicidas químicos, como cloro, água oxigenada, detergentes (sabão), "iodóforos" (antissépticos à base de iodo), e álcoois são eficientes contra os vírus de gripe humana quando usados na concentração certa pelo tempo necessário. Por exemplo, lenços úmidos ou geles contendo álcool podem ser usados para limpar as mãos. Os geles devem ser esfregados nas mãos até secar.

Como se deve lidar com o material descartado para evitar que o vírus da gripe se dissemine?


Para evitar a disseminação do vírus da gripe, recomenda-se que os lenços de papel e outros itens descartáveis usados por uma pessoa infectada sejam jogados no lixo. Além disso, as pessoas devem lavar as mãos com água e sabão depois de tocar lenços usados ou qualquer material semelhante.

Como se deve limpar a casa para evitar a disseminação do vírus da gripe ?


Para evitar a disseminação do vírus da gripe, é importante manter limpas as superfícies (especialmente das mesas de cabeceira, da sala de banhos, da cozinha, e os brinquedos das crianças), passando um pano com desinfetante caseiro segundo as instruções do rótulo do produto.

Como lidar com as roupas, utensílios, talheres e pratos das pessoas infectadas com o vírus da gripe ?


As roupas e utensílios, talheres e pratos pertencentes aos doentes não precisam ser lavados separadamente, mas é importante que ninguém mais use esses itens antes que tenham sido perfeitamente lados.

A roupa de cama e banho (como lençóis e toalhas) deve ser lavada usando-se sabão comum e devem secar em máquina de tambor, com ar quente. Deve-se evitar "abraçar" as roupas antes de lavá-las, a fim de evitar contaminação. Imediatamente após lidar com a roupa suja, é preciso lavar as mãos como água e sabão ou esfregá-las com um produto à base de álcool.
Os pratos e talheres devem ser lavados na máquina ou a mão, com água e sabão.


Quais as medidas preventivas recomendadas pelo Ministério da Saúde do Brasil?

Para a s pessoas que vão viajar para regiões afetadas:

Usar máscaras cirúrgicas descartáveis durante toda a permanência nas regiões afetadas. Substituí-las sempre que necessário;
Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente descartável;
Evitar locais com aglomeração de pessoas;
Evitar o contato direto com pessoas doentes;
Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;
Evitar tocar olhos, nariz ou boca;
Lavar as mãos frequentemente com sabão e água, especialmente depois de tossir ou espirrar;
Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar histórico de contato com doentes e roteiro de viagens recentes a esses países;
Não usar medicamentos sem orientação médica.
Atenção: além desses cuidados, todos os viajantes devem ficar atentos também às medidas preventivas recomendadas pelas autoridades locais das regiões afetadas.




Às pessoas que estão retornando das regiões afetadas:


Viajantes que estiveram nas regiões afetadas nos últimos 10 dias e que apresentem sintomas como, febre alta repentina superior a 38°C, acompanhada de tosse e/ou dores de cabeça, musculares e nas articulações, devem:


Procurar assistência médica na unidade de saúde mais próxima;
Informar ao profissional de saúde o seu roteiro de viagem.


Obs.: além disso, recomendamos fortemente que viagens às localidades afetadas sejam evitadas a menos que sejam imprescindíveis. Sugerimos que sejam utilizados recursos como teleconferência, videoconferência, entre outros, quando possível, em substituição a reuniões e atividades presenciais


Para mais informações sobre o assunto, acesse : Ministério da Saúde (http://portal.saude.gov.br/saude/), Organização Mundial da Saúde (http://www.who.int/en/), ou envie e-mail para a chave Gestão de Crises (Lista de Endereços Global

Neste momento, segundo a Organização Mundial de Saúde, existem casos oficialmente confirmados nos seguintes países: Alemanha, Áustria, Canadá, Coréia do Sul, Costa Rica, Espanha, Israel, Nova Zelândia, Reino Unido, Estados Unidos e México, sendo os dois últimos os mais afetados.




Existem 4 casos da gripe suina no Brasil. São os primeiros registros da gripe no país. Os quatro brasileiros com a gripe, são jovens adultos, que teriam contraído a doença no exterior. Duas pessoas são de São Paulo, um no Rio de Janeiro e outro em Minas Gerais. Três casos são de pessoas que estiveram no México; e outro esteve recentimente nos Estados Unidos. Sobre o uso de máscaras após a confirmação dos casos no Brasil, o ministro comentou que não existe a necessidade, pois o vírus não está circulando. Nem todos que usam máscaras na rua, estão tentando se previnir do vírus, mas pode ter realizado algum cirurgia delicada, como um transplante. O Brasil está preparado para tratar até 12,5 mil pacientes, e pode produzir medicamentos para o tratamento de até 9 milhões caso exista a necessidade. Nesta sexta-feira, o ministro da Saúde, confirmou dois novos casos da gripe suína no Brasil. Os novos pacientes são de Santa Catarina e Rio de Janeiro. O anuncio dos novos casos foi realizado em um coletiva, do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde, no Rio de Janeiro. update: No Brasil são 8 casos confirmados até o momento e 22 número de casos suspeitos da nova gripe. Estados Brasileiros com casos suspeitos: Rondônia , Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Alagoas, Pernambuco, Goiás, São Paulo, Ceará, Pará e Piauí.

NOTA: Grande parte das informações contidas neste documento baseia-se em estudos e na experiência obtida com relação à gripe comum (humana). O CDC acredita que essas informações se apliquem também aos novos vírus H1N1 (gripe suína), mas os estudos sobre estes novos vírus estão ainda em andamento para que se possam conhecer melhor suas características. Este documento será atualizado à medida que se conseguirem novas informações.

http://www.cdc.gov/h1n1flu/swineflu_you.htm

video

3 comentários:

João disse...

Sou estudante de Enfermagem na UFF. Muito legal esse seu Blog, parabéns.

BIANCA disse...

Bianca...

nossa adorei seu blog, tbm sou estudante de enfermagem e tirei várias dúvidas minhas aki!
obrigada!

Mariana disse...

Eu me lembro quando esse vírus chegou aqui, todo o mundo estava com o álcool em gel em todas partes.
No meu centro de oftalmologia no rio de janeiro sempre houve sem problemas.

Política de privacidade

" O conteúdo das matérias desse portal é de caráter meramente ilustrativo e informativo. Nenhuma informação obtida a partir deste conteúdo , deverá substituir , do ponto de vista ético ou legal , a orientação de um médico ( ou de outro profissional da área da saúde ) , em relação aos aspéctos preventivos, diagnósticos e de tratamento , das diversas doenças ou condições clínicas " .

Não é finalidade deste portal a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança, como também não é finalidade deste portal republicar artigos como sendo de minha própria autoria, ou mesmo para fins lucrativos, comerciais. Este site tem apenas a finalidade de transmitir informações interessantes a leigos e profissionais de saúde como forma de esclarecimento, dando sempre créditos aos seus autores, sem nenhum fins lucrativos.

Tenho referenciado todos os textos com autoria e fonte. Quando possível publico também o site e informações de contato do autor. Se você deseja usar algum texto publicado nesse portal, por favor, referencie. Informe com clareza a autoria e a fonte.






"O futuro pertence aqueles que acreditam na beleza de seus sonhos..."

"Amar ao próximo é amar a si mesmo." Fonte: médicos sem fronteiras.


So Enfermagem

.
Márcia Florêncio. Tecnologia do Blogger.