Click here for Myspace Layouts

Translate

Pesquisa personalizada

sábado, 17 de julho de 2010

PSICOSE



ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM


As síndromes psicóticas caracterizam-se por sintomas como alucinações e delírios; pensamento desorganizado e comportamento claramente bizarro, como fala e risos imotivados; distúrbios das relações pessoais e a incapacidade de comunicar-se com clareza. Os sintomas paranóides são muito comuns, como idéias delirantes e alucinações auditivas de conteúdo persecutório.


PROCESSO DE ENFERMAGEM

 Histórico

Anamnese

Entrevista com o cliente

DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM

Ansiedade

Déficit de auto-cuidado

Alteração no padrão do sono

Alteração nos processos do pensamento

Alteração da senso-percepção

Deterioração da comunicação verbal

Isolamento social

Deterioração da manutenção do lar

Potencial de violência, consigo mesmo e com os outros

Diminuição da auto-estima

Não seguimento do tratamento

Ajuste familiar ineficaz


PRESCRIÇÃO


Estabelecimento de metas com o cliente.

Estabelecimento de critérios para evolução final desejada para o cliente.

Estabelecimento de critérios para evolução final desejada para a família.


IMPLEMENTAÇÃO


Observação e anotação do comportamento que o cliente manifesta. Deve ser completa e detalhada para auxiliar na prevenção de agressões, fugas e suicídio.

Fazer um levantamento das necessidades básicas afetadas

Hidratação

Alimentação

Sono e repouso

Eliminações

Higiene e aparência pessoal

Atividade Motora

Proporcionar ambiente terapêutico.

Ser sincero, cumprir promessas feitas.

Orientar sistematicamente para a realidade.

Estabelecer uma relação terapêutica baseada na confiança e no reconhecimento de suas qualidades e capacidades, reforçando-as.

Ser coerente na comunicação verbal e não verbal servindo como modelo para o cliente.

Na presença de delírios e alucinações não criticar ou menosprezar as idéias do cliente.

Estar atento quanto à aceitação do tratamento. Verificar se o cliente toma os medicamentos prescritos.

Encaminhar, mobilizar oportunidades para o cliente se ocupar e recrear-se em tarefas corretas.

Estimular progressivamente a sua interação social.

Orientar cliente e familiares a respeito da doença, dos possíveis efeitos da medicação, da importância do tratamento e de segui-lo corretamente. Incentivar visitas, observação da interação entre eles.

Fonte:
http://www.psiquiatriageral.com.br/enfermagem/enferma1.htm

Nenhum comentário:

Política de privacidade

" O conteúdo das matérias desse portal é de caráter meramente ilustrativo e informativo. Nenhuma informação obtida a partir deste conteúdo , deverá substituir , do ponto de vista ético ou legal , a orientação de um médico ( ou de outro profissional da área da saúde ) , em relação aos aspéctos preventivos, diagnósticos e de tratamento , das diversas doenças ou condições clínicas " .

Não é finalidade deste portal a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança, como também não é finalidade deste portal republicar artigos como sendo de minha própria autoria, ou mesmo para fins lucrativos, comerciais. Este site tem apenas a finalidade de transmitir informações interessantes a leigos e profissionais de saúde como forma de esclarecimento, dando sempre créditos aos seus autores, sem nenhum fins lucrativos.

Tenho referenciado todos os textos com autoria e fonte. Quando possível publico também o site e informações de contato do autor. Se você deseja usar algum texto publicado nesse portal, por favor, referencie. Informe com clareza a autoria e a fonte.






"O futuro pertence aqueles que acreditam na beleza de seus sonhos..."

"Amar ao próximo é amar a si mesmo." Fonte: médicos sem fronteiras.


So Enfermagem

.
Márcia Florêncio. Tecnologia do Blogger.