Click here for Myspace Layouts

Translate

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

COLOSTOMIA


É um procedimento cirúrgico onde se faz uma abertura no abdome (estoma) para a drenagem fecal (fezes) provenientes do intestino grosso (cólon). É feito geralmente após a ressecção intestinal. Ela pode ser temporária ou permanente.

Descrição:

É feita uma incisão no abdome enquanto o paciente está sob anestesia profunda e sem dor (anestesia geral). O tecido sadio do intestino é preso no abdome (colostomia). Em seguida, uma bolsa adesiva para drenagem (dispositivo para o estoma) é posicionada em torno da abertura. A incisão abdominal é fechada.

Indicações:

Uma colostomia é feita quando a parte inferior do intestino grosso, o reto ou o ânus está impossibilitada de funcionar normalmente ou quando necessita de um período de repouso para as suas funções normais.

Como conviver com uma colostomia?

Nos dias de hoje, dispomos de vários recursos para melhorar a qualidade de vida dos indivíduos com colostomia.

Existem filtros para a bolsa filtrando o volume e odor dos gazes, procedimentos específicos para indivíduos com colostomia definitiva (irrigação intestinal e uso de oclusor) que requerem treinamento e autorização do médico e ou da enfermeira estomaterapeuta para ser realizada.

Caso você tenha colostomia definitiva, marque uma consulta com a enfermeira estomaterapeuta mais próxima e esclareça suas dúvidas quanto à irrigação e o oclusor.

Tipos de equipamentos

Existem vários modelos de bolsas e placas para ostomias. Diversas marcas possibilitam uma maior opção de escolha do equipamento "ideal" para o paciente ostomizado.

Os equipamentos são compostos com material hipoalergênico, barreira protetora de pele.


CUIDADOS DE ENFERMAGEM

PRÉ - OPERATÓRIO


– Orientar sobre jejum;


- Fazer Lavagem intestinal;

- Fazer Tricotomia se prescrito;

- Como o paciente tomará anestedia, costuma-se passar sonda vesical conforme PM;

- Dar suporte psicológico ao paciente, orientando-o



PÓS - OPERATÓRIO
 
 
Pós Operatórios


- Cuidados relacionados à anestedia – Se raqui, manter decúbito dorsal por 6 horas no mínimo;

- Cuidados com o local da cirurgia;

- Cuativo: observar sangramento;

- Dreno: Medicar para dor, se tiver com SNG, mantê-la aberta para drenagem;

- Anotar débito;

Fonte:
http://www.bibliomed.com.br/book/showdoc.cfm?bookid=21&bookcatid=8&bookchptrid=3271
http://adam.sertaoggi.com.br/encyclopedia/ency/article/002942.htm
http://drisaacwalker.site.med.br/index.asp?PageName=Colostomia

Um comentário:

lucimar nascimento disse...

muinto legal,entendi perfeitamente e tirei minhas duvidas.parabéns

Política de privacidade

" O conteúdo das matérias desse portal é de caráter meramente ilustrativo e informativo. Nenhuma informação obtida a partir deste conteúdo , deverá substituir , do ponto de vista ético ou legal , a orientação de um médico ( ou de outro profissional da área da saúde ) , em relação aos aspéctos preventivos, diagnósticos e de tratamento , das diversas doenças ou condições clínicas " .

Não é finalidade deste portal a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança, como também não é finalidade deste portal republicar artigos como sendo de minha própria autoria, ou mesmo para fins lucrativos, comerciais. Este site tem apenas a finalidade de transmitir informações interessantes a leigos e profissionais de saúde como forma de esclarecimento, dando sempre créditos aos seus autores, sem nenhum fins lucrativos.

Tenho referenciado todos os textos com autoria e fonte. Quando possível publico também o site e informações de contato do autor. Se você deseja usar algum texto publicado nesse portal, por favor, referencie. Informe com clareza a autoria e a fonte.






"O futuro pertence aqueles que acreditam na beleza de seus sonhos..."

"Amar ao próximo é amar a si mesmo." Fonte: médicos sem fronteiras.


So Enfermagem

.
Márcia Florêncio. Tecnologia do Blogger.