Click here for Myspace Layouts

Translate

Pesquisa personalizada

domingo, 21 de novembro de 2010

SUOR

A glândula do suor

Uma pessoa possui aproximadamente 2,6 milhões de glândulas sudoríparas em sua pele. Estas se distribuem por todo o corpo, exceto nos lábios, mamilos e órgãos genitais externos. A glândula sudorípara fica na camada da pele chamada derme junto com as terminações nervosas, folículos capilares e assim por diante.

 diagram of skin

Basicamente, a glândula sudorípara é um longo tubo oco e espiralado formado por células. O suor é produzido na parte espiralada da derme e a parte longa é um duto que conecta a glândula à abertura ou poro na superfície externa da pele. As células nervosas do sistema nervoso simpático se conectam às glândulas sudoríparas. Há dois tipos de glândulas sudoríparas:


•glândulas écrinas - encontradas em todo o corpo, particularmente nas palmas das mãos, solas dos pés e testa;

•glândulas apócrinas - encontradas principalmente sob os braços (axila) e na área anal-genital. Terminam em folículos capilares e não em poros.

As duas glândulas diferem em tamanho, tempo de atividade e na composição do suor que produzem. Comparadas às glândulas apócrinas, as glândulas écrinas:

•são menores

•são ativas desde o nascimento (as glândulas apócrinas se tornam ativas somente na puberdade)

•produzem suor sem proteínas e ácidos graxos

As duas glândulas diferem em tamanho, tempo de atividade e na composição do suor que produzem. Comparadas às glândulas apócrinas, as glândulas écrinas:

•são menores

•são ativas desde o nascimento (as glândulas apócrinas se tornam ativas somente na puberdade)

•produzem suor sem proteínas e ácidos graxos


Como o suor é produzido

Nós suamos constantemente mesmo sem perceber. Suar é a maneira pela qual nosso corpo se livra do excesso de calor que é produzido pelo metabolismo ou pelo trabalho muscular. A quantidade de suor produzida depende de nosso estado emocional e do tipo de atividade física. O suor pode ser produzido em resposta a um estímulo nervoso, elevação da temperatura do ar e/ou exercícios físicos. Primeiro, vamos nos concentrar em como o suor é produzido em uma glândula sudorípara écrina.




 

Quando a glândula sudorípara é estimulada, as células secretam um fluido (secreção primária) similar ao plasma, ou seja, basicamente composto de água, altas concentrações de sódio e cloreto e baixa concentração de potássio, mas sem as proteínas e ácidos graxos geralmente encontrados no plasma. Esse fluido surge nos espaços entre as células (espaços intersticiais) que o recebem dos vasos sangüíneos (capilares) da derme. O fluido se desloca da porção espiralada e sobe através do duto reto (figura 2). O que acontece no duto reto depende da taxa ou fluxo de produção de suor.

•Baixa produção de suor (descanso, temperatura amena): as células no duto reto absorvem a maior parte do sódio e do cloro presentes no fluido. Isso acontece porque há tempo suficiente para a reabsorção. Além disso, a água é reabsorvida osmoticamente. Assim, pouco suor chega ao lado externo, sendo sua composição significativamente diferente da secreção primária. Não há tanto sódio e cloreto, e há mais potássio.


•Alta produção de suor (exercício físico, alta temperatura): as células, na parte reta do duto, não têm tempo hábil para reabsorver todo o sódio e cloreto da secreção primária. Assim, grande parte do suor chega à superfície da pele e sua composição é quase a mesma da secreção primária. As concentrações de sódio e cloreto são aproximadamente a metade e a de potássio é cerca de 20% maior.

Da mesma maneira o suor é produzido nas glândulas sudoríparas apócrinas. No entanto, o suor proveniente das glândulas apócrinas contém proteínas e ácidos graxos que dão a ele um aspecto mais espesso e uma coloração leitosa ou amarelada. É por isso que as manchas que aparecem nas roupas (região das axilas) são amareladas, pois o suor em si não possui cor. Quando as bactérias e os pêlos da pele metabolizam as proteínas e os ácidos graxos, eles produzem um odor desagradável. É por isso que os desodorantes e antitranspirantes são aplicados sob as axilas e não no corpo todo.

O volume máximo de suor que uma pessoa que não vive em um clima quente pode produzir é cerca de um litro por hora. Incrivelmente, se você se mudar para um clima quente como o da região Nordeste ou a Amazônia, sua capacidade de produzir suor aumentará para cerca de dois ou três litros por hora em aproximadamente seis semanas! Essa é a quantidade máxima que você pode produzir.

Para refrescar



Quando o suor evapora da superfície de sua pele, ele remove o excesso de calor e refresca seu corpo. De fato, isso se deve a um princípio da física parecido com o seguinte: para converter líquido em vapor é necessária uma determinada quantidade de calor chamada de calor de vaporização. Essa energia térmica aumenta a velocidade das moléculas da água para que elas possam escapar para o ar. Geralmente, nem todo o suor evapora, parte dele escorre pela pele. Além disso, nem toda a energia térmica produzida pelo corpo é perdida através do suor. Uma parte é irradiada diretamente da pele para o ar e outra é perdida através das superfícies respiratórias dos pulmões.

O principal fator que influencia a taxa de evaporação é a umidade relativa do ar no ambiente. Se o ar estiver úmido, ele já contém vapor d'água, provavelmente próximo da saturação e não pode absorver mais. Portanto, o suor não evapora e refresca seu corpo com tanta eficiência como faria se o ar estivesse seco.

Finalmente, quando a água do suor evapora, ela deixa os sais (sódio, cloreto e potássio) sobre a sua pele, e é por isso que ela parece salgada. A perda de quantidades excessivas de sal e água de seu corpo pode desidratá-lo rapidamente, o que pode levar a problemas circulatórios, falência dos rins e insolação. Assim, é importante beber muito líquido durante os exercícios físicos e ao ar livre sob altas temperaturas. As bebidas isotônicas contêm sais para repor essa perda.

Nervoso ou assustado?

Como mencionamos, a produção de suor também responde a seu estado emocional. Assim, quando você está nervoso, ansioso ou com medo, há um aumento da atividade do sistema nervoso simpático em seu corpo, bem como um aumento da secreção de epinefrina de sua glândula adrenal. Essas substâncias atuam sobre suas glândulas sudoríparas, particularmente aquelas nas palmas de suas mãos e axilas, para produzir suor. Assim, você sente um suor "frio". Além disso, a atividade aumentada do nervo simpático na pele altera sua resistência elétrica, que é a base da resposta galvânica da pele usada em testes do detector de mentiras.

Suor excessivo

O suor excessivo, geralmente nas palmas das mãos ou axilas, que não for causado por atividade emocional ou física, é chamado diaforese ou hiperhidrose. Freqüentemente, esse tipo de suor representa uma condição embaraçosa. Suas causas são desconhecidas, mas pode estar condicionada a:

•desequilbrios hormonais (por exemplo, a menopausa)

•glândula tireóide hiperativa (o hormônio da tireóide aumenta o metabolismo do corpo e a produção de calor)

•determinados alimentos e remédios (por exemplo café, com sua grande quantidade de cafeína)

•hiperatividade do sistema nervoso simpático

Essa condição pode ser tratada por remédios e procedimentos cirúrgicos.

Fonte:

Nenhum comentário:

Política de privacidade

" O conteúdo das matérias desse portal é de caráter meramente ilustrativo e informativo. Nenhuma informação obtida a partir deste conteúdo , deverá substituir , do ponto de vista ético ou legal , a orientação de um médico ( ou de outro profissional da área da saúde ) , em relação aos aspéctos preventivos, diagnósticos e de tratamento , das diversas doenças ou condições clínicas " .

Não é finalidade deste portal a análise, comentário ou emissão de qualquer tipo de diagnóstico aos usuários, tarefa esta reservada unicamente ao seu respectivo médico de confiança, como também não é finalidade deste portal republicar artigos como sendo de minha própria autoria, ou mesmo para fins lucrativos, comerciais. Este site tem apenas a finalidade de transmitir informações interessantes a leigos e profissionais de saúde como forma de esclarecimento, dando sempre créditos aos seus autores, sem nenhum fins lucrativos.

Tenho referenciado todos os textos com autoria e fonte. Quando possível publico também o site e informações de contato do autor. Se você deseja usar algum texto publicado nesse portal, por favor, referencie. Informe com clareza a autoria e a fonte.






"O futuro pertence aqueles que acreditam na beleza de seus sonhos..."

"Amar ao próximo é amar a si mesmo." Fonte: médicos sem fronteiras.


So Enfermagem

.
Márcia Florêncio. Tecnologia do Blogger.